terça-feira, 20 de maio de 2008

fitas para queimar...

Parece-me um desperdício (queimá-las), mas como é simbólico e não levado à letra, até se safa... Já venho tarde porque as queimas das fitas foram no sábado passado, mas aproveito para mostrar um caganito do meu trabalho nestas lides académicas (não, nunca fiz para mim. Não é coisa que me puxe e na Faculdade de Belas Artes não conheço NINGUÉM que o tenha feito, e as únicas duas pessoas que lá vi com aquela capa preta, foram olhadas duma maneira que não consigo descrever...). Há anos e anos que faço disto para amigos/as da minha mãe e chegou a altura de mostrar ao mundo - - - whatever. Este assunto acabou de perder a validade.
Engenharia alimentar, 2008

6 comentários:

Pat disse...

Eu não queimei as minhas... Acho que a minha mãe me matava... E sim, é um teatro desgraçado, mas as mães gostam destas coisas... :)

Se soubesse o que sei hoje, tinha-te "encomendado" uma!

Está muito fixe.

Cláudia Guerreiro disse...

ahah!!! De facto as mães gostam muito...mas a minha bem podia implorar que eu não faria a figura de ser a única representante da minha faculdade!...hehe ;)

Ana Oliveira disse...

Porra, tá bom demais gaja...
Belas artes já não é o que era, o novo presidente da AE já vende aqueles apliques medonhos para as capas lá... UGH!

joana vieira disse...

ahah, o desenho está muito bom (como seria de esperar) mas gostei especialmente da dissertação, e do seu final. muito bom! x)

beijinho!

Miguel Taborda disse...

estamos com muita paciÊncia! hahahaha
não é coisa para mim... chega a uma altura q já não sei o q escrever

o anemona disse...

wow... brutal!

muito bom trabalho!