sábado, 31 de maio de 2008

Não sabia que os pássaros morriam com o vento...(CSI Birds)

Atirado contra um galho, ali estava ele.
Garganta mais que nua, despida de penas e carne,
apenas osso e sangue, a reluzir com o fim do sol.

3 comentários:

Pat disse...

Muito bonito....

joana vieira disse...

é só para dizer que também sei tocar a melódica da parada :p
beijinho!

Anónimo disse...

As tuas palavras definiram a fragilidade dele que desprovido de força maior para combater com o simples vento, que muitas vezes bate suavemente na nossa pele, tb s pode tranformar e matar, como tudo na vida... Excelente observação, adorei!

Diana